Campanha Municipal de Doação ao Fundo para Infância e Adolescência é lançada em Crato

  • 31/10/2019

A Prefeitura do Crato, por meio da Secretaria Municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social (SMTDS), promoveu ontem, quarta-feira (30), no Centro de Artes da Universidade Regional do Cariri (URCA), o lançamento da Campanha Municipal de Doação ao Fundo para Infância e Adolescência (FIA).

Presentes no evento, representando o prefeito Zé Ailton Brasil, o vice-prefeito e secretário de Saúde, André Barreto; a gestora da SMTDS, Edivania Costa Gonçalves; a coordenadora geral da Organização Não Governamental (ONG) Verde Vida, Jany Mary Alencar Leite; o representante da empresa AmBev, Carlos Pignatari; o secretário de Finanças do Crato, Carlos Eduardo Marino; a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Maria Adilma de Figueiredo; o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Crato, José Lobo; o médico e empresário Davi Negrão; e o gerente de negócios estratégicos do Senac Cariri, Isaac Coimbra.

O momento contou com uma mesa redonda com a temática “Responsabilidade Social: Parceria entre empresas e organizações da sociedade civil”, onde foram debatidos assuntos relacionados ao terceiro setor e a importância de doações feitas por pessoas físicas e jurídicas.

“É de suma importância o entendimento acerca do Fundo para Infância e Adolescência e, nesse contexto, a sociedade se engajar no exercício de cidadania, auxiliando na melhoria do desenvolvimento daqueles que são o futuro de um país”, considerou a gestora da SMTDS, Edivania Gonçalves.

Na ocasião, foi realizada um workshop sobre captação de recursos conduzida por Alessandra Rodrigues, da Capta Conecta.

É importante saber que o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), instituído pela Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990, permite aos contribuintes, em seu art. 260, deduzir do imposto devido, na declaração do Imposto sobre a Renda, o total de doações feitas aos Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente – nacional, estaduais ou municipais – devidamente comprovadas, obedecidos os limites estabelecidos em lei.

Compartilhar:

Fotos